21 de jun de 2009

MUDANÇAS NAS ETIQUETAS DE COMPOSIÇÃO


Depois de comprar roupas novas, muitas pessoas olham as etiquetas à espera de instruções de como mantê-las conservadas. Porém, ao fazer isso, o que se encontra são símbolos estranhos que, muitas vezes, acabam confundindo o consumidor. Agora, o Inmetro quer mudar a situação. Uma nova portaria autoriza e recomenda que as indústrias e as lojas coloquem nas etiquetas as instruções por escrito. Assim, as informações poderão ser colocadas de maneira clara e simplificada.
- A grande verdade é que ninguém decora o significado de cada símbolo na etiqueta. Agora, as empresas poderão utilizar o texto, que é preferível, e/ou os símbolos, que não sumirão, por serem parte de um padrão internacional - explica Márcia Rosa Franco, chefe da divisão de fiscalização da qualidade do Inmetro.
O Instituto faz a normatização das etiquetas, mas o padrão dos símbolos é propriedade da Associação Internacional para Códigos de Cuidado Têxtil, denominada Ginetex. Atualmente, para utilizar essas identificações, é necessária a autorização da associação.
Para não perder o mercado externo, as indústrias devem continuar colocando os símbolos, pelo menos nos produtos exportados, mas com a permissão da divulgação da informação por meio de texto o Inmetro espera que os consumidores não passem mais por problemas ao comprar uma roupa nova. Para saber todos os cuidados que as roupas necessitam hoje, o consumidor tem que decorar 23 itens identificados por imagens, como, por exemplo, se a peça de roupa deve ser secada na horizontal ou na vertical.
Essa mudança não afetará o restante da etiqueta, que, além das instruções de lavagem, tem que ter, obrigatoriamente, o tamanho, o nome e o CNPJ da empresa, o país de origem e a composição do tecido, como mostra a imagem nesta matéria.
- Essas informações são essenciais para o consumidor. Muitos que não identificam os símbolos sabem a forma de lavar a roupa por causa da composição do tecido, por exemplo, pois aprendeu desde criança como lavar lã ou seda - diz Márcia.
Enquanto as mudanças não ocorrem, aqueles que enfrentam problemas com as identificações nas etiquetas podem olhar a cartilha que o Procon-SP fez com o significado de todos os símbolos, além de dicas e orientações para conservação das roupas.

Mario Campagnani

2 comentários:

  1. Olá essa modelo de etiqueta é do inmetro?

    ResponderExcluir
  2. Sim Aline, estas já são as mudanças do Inmetro.

    ResponderExcluir